5 motivos para não fazer Arquitetura e Urbanismo

curso-de-arquitetura-e-urbanismo-não-faça-antes-de-ler-isso-o-que-não-te-falam-benderartes.blogspot.com


O Curso de Arquitetura e Urbanismo é muito procurado por estudantes que vão prestar vestibular. 

Há quem já está decidido e possui uma vocação natural para artes, desenho, e jé é um admirador de coisas relacionadas à arquitetura e urbanismo.

Também existe aqueles estudantes que não sabem bem qual curso escolher e acabam vendo no Curso de Arquitetura e Urbanismo uma opção.

Os que gostam, geralmente encaram o vestibular mais seguros sobre o curso escolhido. Ao contrário dos indecisos, que acabam ficando na dúvida e inseguros quanto ao curso.

Eu, como estudante de arquitetura, e como desde criança gosto de artes em geral, vi no Curso de Arquitetura uma forma de unir as coisas que gosto de fazer com a possibilidade de maximizar minhas chances de ganhar grana com isso.

Digo isso pois, quem gosta de desenhar e de artes em geral, poderia optar por design, artes plásticas, publicidade e propaganda, além de outras opções.

Dentre as opções que citei acima, talvez o Curso de Publicidade e Propaganda também seja uma opção na qual suas chances de ter uma boa rentabilidade aumentam.

Já design e artes plásticas, penso ser mais complicado, pelo menos no Brasil.

Um designer ainda não é um profissional tão requisitado, já que muitas coisas que ele faria, as pessoas acabam fazendo com o ¨carinha que manja de Corel ou Ilustrator¨, infelizmente.

Artes plásticas nem se fala, acho que não é preciso discorrer sobre o quanto as chances de ganhar grana com isso são complicadas, infelizmente também.

Mas isso não garante que um arquiteto ficará rico. Na verdade, vai sempre depender da capacidade e da qualidade dos serviços prestados pelo profissional.

Dessa forma, em qualquer profissão pode-se ter sucesso e ganhar grana, se você gostar do que faz e for bom nisso. Como dizem, fazendo o que se gosta geralmente as coisas dão certo, esse é um dos segredos do sucesso.

Ainda assim, optei pela arquitetura pois creio que seja uma boa opção e, como disse, para mim, é uma forma de unir um possível ¨útil¨ao agradável.

Ah, e outro coisa interessante é que a Arquitetura se desmembra numa série de possibilidades. Veja aqui as possibilidades que existem para quem é graduado.

Como faço parte do primeiro grupo, dos que gostam de arquitetura e está seguro quanto à opção, não me sinto nada inseguro, pelo contrário.

Mas, e no caso de quem optou pelo Curso de Arquitetura e Urbanismo sem a certeza de que escolheram o curso certo? Ou que ainda planejam prestar vestibular e pensam em Arquitetura e Urbanismo como uma opção?

Talvez seja esse o motivo de você estar aqui, lendo este artigo. 

Pois saiba que está no lugar certo. É para você mesmo, em especial, que resolvi escrevê-lo.

Então, acompanhe até o final pois farei de tudo para que, ao terminar de ler, você consiga decidir se o Curso de Arquitetura e Urbanismo, é ou não é, o curso ideal para você.

Começarei pelos pontos negativos, ou os menos atrativos, se você preferir. Os pontos positivos deixarei para o final, com a intenção de primeiro te decepcionar e te deixar mais inseguro. 

Depois, vou tentar remediar os estragos feitos, e te injetar uma boa dose de ânimo e esperança.

Mas não farei isso por sadismo. Na verdade, é importante que você saiba tanto do lado ruim quanto do lado bom, não acha sensato?

Por isso, não evite a parte ruim, leia com atenção para não ser surpreendido depois, quando já estiver sentado na carteira da faculdade aprendendo sobre história da arquitetura.

Veja tanto os pontos negativos quanto os positivos pois isso vai te ajudar a mensurar se o que não é tão bom no curso pode ser compensado pelo que é bom. 

Então, preparado para saber o que não te falaram sobre o Curso de Arquitetura e Urbanismo? Então vamos lá!

5 Motivos para NÃO fazer Arquitetura e Urbanismo


10-motivos-para-não-fazer-arquitetura-e-urbanismo-de-jeito-nenhum-benderartes.blogspot.com
   Imagem-ninocare/Pixabay  

Obviamente, nem tudo que eu considerarei como negativo aqui, necessariamente você considerará ruim.

Coloco eles como pontos negativos pois, estou levando em consideração a opinião de grande parte dos estudantes de Arquitetura e Urbanismo, mas não veja isso como uma generalização.

Apenas é a minha opinião. Mas não se trata de ¨achismo¨. É baseado na minha experiência como estudante e do que costumo escutar em conversas com colegas.

1- Tem matemática na faculdade de Arquitetura e Urbanismo


E por que estou colocando isso como um ponto negativo?

Porque muitas pessoas odeiam matemática, isso não é segredo, e acabam escolhendo ou tendo preferência por cursos onde matemática não seja necessário.

Mas pensa, matemática faz parte do dia a dia de todo mundo, faz parte da vida.
Mesmo que você opte por algum curso sem matemática, como Letras, por exemplo, no cotidiano, independente de sua profissão, a matemática estará presente.

Inclusive, a Walt Disney tem uma animação sensacional que mostra o quanto a matemática está presente em nossas vidas, literalmente. Dá uma olhada.



Mas o fato é que, existe uma ideia de que o Curso de Arquitetura e Urbanismo é mais voltado para desenho, criatividade e coisas do tipo.

Sim, é verdade, mas a matemática está presente. Um arquiteto trabalha com projetos, e consequentemente com medidas, cálculos de estrutura, geometria, ou seja, claro que a matemática está presente na arquitetura.

Mas não se assuste, não é aprioridade. 

Existem diferenças entre os cursos de acordo com a Universidade escolhida. Algumas prezam mais pela técnica do projeto e dão maior ênfase à disciplinas como matemática e física, por exemplo.

Outras priorizam o desing, a criatividade, a questão social.

Mas a matemática estará presente. Se você odeia, não suporta, tem pavor de matemática, fique longe da arquitetura. 

Escolha por exemplo, Publicidade e Propaganda. Eu mesmo cheguei a cursar alguns semestre desse curso e, pelo que lembro, passa bem distante da matemática.

2- O Curso de Arquitetura e Urbanismo é difícil.


Se você é mais ¨de boa¨, gosta de tranquilidade e detesta pressão e sobrecarga, nem pense em se aproximar do Curso de Arquitetura e Urbanismo.

Os estudantes costumam queixar-se que o Curso de Arquitetura e Urbanismo é o que mais exige dos alunos!

Se você optar pelo curso, prepare-se para passar noites em claro fazendo projetos, maquetes e cortando pedaços dos dedos com estiletes.

No início do curso é mais tranquilo, fazem isso para nos enganar.

A partir do segundo semestre vai começar a despencar trabalhos nas suas costas. O menor projeto que você precisará fazer se rá uma escola, talvez uma biblioteca.

Ainda assim, precisa apresentá-lo de forma semi profissional, com tudo que tem direito, plantas, cortes, fachadas, perspectivas, maquete, memorial descritivo e por aí vai.

Obviamente que avançando no curso você precisará encarar, edifícios, condomínios, teatros áreas urbanas, paisagismo e, no final do curso, um trabalho de conclusão ainda mais complexo. 

Esse trabalho de conclusão deverá ser apresentado para uma banca de professores que não ¨dão mole¨, sem a menor piedade se precisarem te reprovar.

Tudo isso já é muito penoso para quem tem o privilégio de só estudar, agora, se você não tem essa mordomia e precisa trabalhar, pode acreditar, não vai ser barbada.

Nos finais de semestre, dependendo de quantas disciplinas você fizer, será atropelado por um tsunami de trabalhos, projetos e compromissos que te transformarão em um verdadeiro zumbi.

Uma pesquisa realizada pela (NSSE) National Survey of Student Engagement, constatou que estudantes de Arquitetura e Urbanismo são os que mais precisam dedicar horas de estudos e trabalhos além do período de aula.

De acordo com a pesquisa, são necessárias em média 22,2 horas por semana, além das aulas normais.

o-curso-de-arquitetura-é-o-que-mais-exige-esforço-dos-alunos-benderartes.blogspot.com
    Imagem-SvenKirsch/Pixabay

Então, caso você não goste muito de ¨colocar a mão na massa¨ e preza pelas boas noites de sono, ouça-me: Arquitetura e Urbanismo - DIGA NÃO.

Sugiro escolher algum desses novos cursos em formato (EAD), onde você poderá copiar e entregar aquele trabalho que sua amiga fez no semestre passado.

Provavelmente o professor nem vai perceber que é plágio do plágio, já que sua amiga também deve ter copiado de outra pessoa.

3- Arquitetura e Urbanismo - preço.


O Curso de Arquitetura e Urbanismo é caro!

Você tem a opção de optar por uma Universidade Pública, mas é preciso ter noção que esse curso é bastante requisitado e, consequentemente, disputado.

Você precisará estar bem preparado para conseguir uma vaga. 

Mesmo assim, pra que valha a pena em termos de investimento, você terá que abrir mão das comodidades que você tem em casa, se é que você tem.

Mas pra valer a pena, em termos de gastos, você terá que morar em casa de estudante, ou pensões baratas, vai precisar se alimentar em (RU)refeitório universitário e transporte público com parte do valor subsidiado pelo Governo.

Ainda assim, de uma coisa não se pode escapar, do material que você precisará usar.

O material do Curso de Arquitetura e Urbanismo é bem caro. Normalmente os professores exigem material profissional, e um simples compasso pode custar 10% do salário mínimo.

Então, não se engane. A Universidade Pública costuma ser cobiçada pelos estudantes por ser gratuita, mas é preciso considerar o contexto.

Além de não pagar mensalidade, há quem diga que a qualidade dos cursos é melhor, embora eu não concorde 100% com isso. Mas essa é uma questão pra outro artigo.

Por outro lado, existe a opção de fazer o Curso de Arquitetura e Urbanismo em uma Universidade Privada. Nesse caso, apesar de também haver concorrência pelas vagas, é tranquilo de conseguir entrar no curso.

Mas foi justamente pensando nas Universidades Privadas que eu escolhi esse tópico e nomeei como o Curso de Arqui¨blablablᨠé caro!

Abaixo listei algumas Universidades privadas e os valores das mensalidades para você ter uma noção:
quanto-custa-o-curso-de-arquitetura-e-urbanismo-benderartes.blogspot.com        www.tablesgenerator.com                         PS: Nem todos os valores que constam na tabela estão atualizados para 2019

Algumas Universidades Privadas só fornecem os valores mediante solicitação.

Outras, ainda não se consegue ter acesso aos valores que serão praticados em 2019, até o momento em que esse artigo foi escrito.

Os valores também variam de acordo com o período escolhido. Normalmente, o período matutino é superior.

De qualquer forma, desde que você ainda não esteja com seu ¨burro na sombra¨acho que concordará que não é barato.

E como já vimos que os materiais necessários para os desenhos e projetos também são caros, somando com valor de transporte, lanches, impressões e outras coisinhas do dia a dia, torna-se bem pesado para grande parte dos estudantes.

Sendo assim, se você está com dificuldades em termos de grana, melhor esperar ou escolher outro curso.

Uma amiga minha que, estudante do Curso de Design, faz a mesma quantidade de disciplinas que eu e paga mensalidades menores, ou seja, o Curso de Arquitetura e Urbanismo realmente é mais caro que muitos outros.


4- Arquitetura e Urbanismo - salário.


Essa é outra questão sobre a qual paira um certo glamour romantizado. 

Mas acredite, a maioria dos arquitetos não têm o mesmo status nem o mesmo poder econômico como os figurões que geralmente estão iluminados pelos holofotes da mídia.

Como já foi dito no início, O Curso de Arquitetura e Urbanismo ainda pode te garantir um potencial de ser bem sucedido, mas não tenha isso como algo concreto.

Pra ser realista, e essa é minha opinião, talvez a única profissão que ainda garante uma boa rentabilidade seja a Medicina.

O mundo vem mudando de forma acelerada e já não se pode mais ter certeza sobre como as coisas estarão daqui a uma década. 

Uma década nada, talvez até o final do curso, considerando que você consiga terminar em cinco ou seis anos, tudo pode estar bem diferente. Pode e vai!

Já existem previsões que apontam para o fim de diversas profissões, assim como a necessidade de muitas outras que nem foram inventadas ainda.

Confira aqui algumas profissões que poderão acabar no futuro não tão distante.

É, meus caros estudantes de Arquitetura e Urbanismo, cada vez mais o mundo se torna um lugar para os fortes. 

Se você não se empenhar durante o curso e buscar qualificações paralelas, talvez não te resta nada além de um emprego como funcionários público.

Ou até pior, funcionários de um escritório de arquitetura ¨meia boca¨ que se mantém fazendo reformas de casas populares ou móveis de cozinha.

Existe uma queixa recorrente de formandos em Arquitetura e Urbanismo que encontram extrema dificuldade em se posicionar no mercado após tornarem-se arquitetos.

Milhares de arquitetos se formam todos os anos, e o mercado de trabalho, não consegue incluir esse número gigantesco de profissionais.

O CAU/BR (Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil) em seu anuário de 2016, constatou um crescimento de 36% de arquitetos comparado ao ano de 2012.

Confira gráfico abaixo:
o número de arquitetos no brasil em 2016 cresceu para 143mil profissionais-benderartes.blogspot.com
 De acordo com o CAU/RB, o número aumentou mais 8% em 2017 subindo para 154.264 profissionais na área.

Isso representa mais de 11 mil novos arquitetos despejados no mercado de trabalho. Confira no gráfico abaixo:


a cada ano tem aumentado em média 8% o número de novos arquitetos formados-benderartes.blogspot.com
          Fonte: CAU/BR

Este último anuário foi baseado nos dados de final de 2017, ou seja, com certeza os números são maiores, agora em 2019.

É obvio que exista queixas de profissionais recém formados com dificuldades de entrar no mercado de trabalho. O número de novos profissionais que surgem a cada ano é maior do que o mercado pode absorver.

Não é raro encontrarmos arquitetos trabalhando como funcionários de escritórios de arquitetura ganhando um salário bem abaixo do que o CAU/BR estipula como piso salarial.

O CAU/BR estipula um piso salarial de aproximadamente 8 mil reais, enquanto órgãos públicos não chegam a pagar 5 mil reais para arquitetos concursados.

Não é preciso ser pessimista para intuir que em escritórios de arquitetura existam profissionais ganhando menos ainda.

Em suma, se você pensa em fazer o Curso de Arquitetura e Urbanismo pensando que vai ganhar rios de dinheiro, esqueça. As coisas estão cada vez piores para arquitetos no mercado de trabalho.

Principalmente para recém formados que saem da Universidade sem experiência e precisando de trabalho e dinheiro, afinal, o que tinham gastaram pra concluir o curso.


5- Aulas de Arquitetura e Urbanismo.


trabalhos-clássicos-da-arquitetura-benderartes.blogspot.com
    Imagens/PixabayWagnerKiyoshi / unpostropicciato / bogitw                  

Eu adoro obras como essas acima. Elas me inspiram e eu admiro cada um desses arquitetos.

Quando comecei a fazer o Curso de Arquitetura, logo nos primeiros semestres onde começamos a criar nosso projetos, me decepcionei bastante.

Descobri que meus ídolos não eram bem-vindos e seus trabalhos menos ainda.

Claro que isso deve variar de acordo com a Universidade, mas é quase uma obrigação dar prioridade para a funcionalidade e deixar de lado a estética.

É muito mais firmitas e utilitas e bem menos venustas!

Para quem não sabe, as palavras estranhas acima fazem parte da tríade vitruviana, um tratado definindo praticamente pelo primeiro arquiteto a formular o que uma obra deveria ter para ser considerada como arquitetura.

Vitrúviu viveu no século 1 antes de Cristo, e sua tríade ainda tem peso em termos de arquitetura, principalmente nas Universidades.

A tríade passou para o quaterno contemporâneo, que mantem as três primeiras características ( as palavras estranhas acima ) e passa a considerar o local onde o projeto será inserido como importante também.

quaterno-contemporâneo-edson-mahfuz-benderartes.blogspot.com
                              Fonte: Mahfuz, Edson

Isso significa que os projetos devem seguir uma linha de raciocínio e algumas regras ao serem elaborados.

Se você for analisar  os projetos feitos por aluno do Curso de Arquitetura e Urbanismo, verá que eles são extremamente parecidos, como se tivessem saído de uma esteira numa fábrica de montagens.

Mas com isso não quero dizer que acho ruim, ou não concorde, apenas que não existe muito espaço para você criar seus projetos de forma mais livre.

Muitas vezes, caso queira ficar com uma nota boa e não repetir a disciplina, terá de aceitar o que pedem, o que gostam e fazer como manda o protocolo, mesmo que você não goste do resultado obtido.

Se por acaso você simpatiza, ou gosta muito de estilos como o pós modernismo, estará literalmente lascado, porque são coisas consideradas abomináveis no Curso de Arquitetura e Urbanismo.

O fato das universidades proporem uma linha a ser seguida não é novidade. 

O conceituado arquiteto, Marcio Kogan, numa entrevista, chegou a definir o modo como a Universidade impõem o que e como fazer, como ¨FASCISTA¨.

Segundo ele, teve muitos problemas durante o curso pois seus trabalhos eram considerados polêmicos e, inclusive, alguns foram censurados. Pasmem!



marcio-kogan-diz-em-entrevista-que-teve-projetos-censurados-nos-tempos-de-faculdade-benderartes.blogspot.com
   Imagem: Fernando Guerra

Então, caso você pensa que entrando no Curso de Arquitetura e Urbanismo vai ¨pintar e bordar ¨ como nos tempos da Bauhaus, NÃO VAI NÃO!

Será preciso seguir a linha de pensamento e estilo ¨fascista¨ que a Universidade que você escolheu vai te impor.

Mas não se preocupe, a primeira nota ruim fará você engolir a seco suas preferências pessoais e você acarará entrando no processo de fabricação de arquitetos modo STANDARD.

Ou você entra disposto a se encaixar, ou fuja, distancie-se o máximo possível do Curso de Arquitetura e Urbanismo.



                                       Goumbik/Pixabay

..........................................................................................................................................


Ufa! Haja pessimismo e pensamento negativo para elaborar esses cinco tópicos mostrando o porquê você não deve cursar Arquitetura e Urbanismo.

Planejei inicialmente citar 10 motivos para você não fazer Arquitetura e Urbanismo, mas se fizesse, penso que ninguém teria estômago para tanta coisa ruim.

Na verdade, já considero um milagre que você ainda esteja lendo este artigo!

Você está aí ainda?


benderartes.blogspot.com
     marcisim / Pixabay

Os que desistiram fizeram bem. Talvez isso ajude ao próximo anuário do CAU/BR constatar uma queda no número de arquitetos formados.

Agora, pra você que chegou até aqui, firme e forte, e deseja continuar, tenho duas coisas pra te dizer:

1- Você é resiliente, e isso te faz apto a encarar o Curso de Arquitetura e Urbanismo. Congratulations!

2- Chega de coisas ruins e vamos para a parte boa. 

A partir de agora vou tentar desfazer o estrago que, talvez, eu  tenha provocado e vou tentar resgatar o seu ânimo em relação ao Curso de Arquitetura.

Mais do que isso, vou tentar te mostrar que nem um dos tópicos acima, por mais dolorosos e verdadeiros que sejam, são capazes de competir com os motivos positivos e que fazem valer a pena você optar pelo Curso de Arq. e Urb.

Continue comigo pois a partir de agora sairemos do inferno rumo ao céu!

Sendo assim, chegou a hora dos:

Motivos para você FAZER Arquitetura e Urbanismo


Porém, creio que já me alonguei muito neste texto.

Mas não vou te deixar na mão logo agora, na melhor parte! Não se preocupe. Me dê a mão e vamos juntos.

Antes de iniciarmos, dá um tempinho. Prepara um café ou pega uma água, faz aquele ¨pipizinho¨ gostoso e depois volta.

Continuaremos num novo texto que você pode acessar clicando aqui.

Combinado? Te aguardo lá! 

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

comentários